out
9
Câncer de Próstata: a cura pelo implante de sementes radioativas


Créditos: fotoBiorritmo

Recebi hoje, pela manhã, um email com informações de uma nova técnica para tratamento da próstata, sem a necessidade de cirurgia. Vejo que muitos homens têm – pelo menos é o que demonstram – uma facilidade incrível para dar “uma força” às mulheres, quando estas mostram-se apreensivas ao se verem às voltas com algum exame delicado ou mais apurado. Contudo, esses mesmos homens escamoteiam quando o assunto é próstata. Seja apenas o exame ou mesmo a busca para um tratamento para obtenção da cura, setem-se desconfortáveis e, infelizmente, tem gente que opta por tentar se esconder da doença. E, aí, quando a doença os impõe a ida ao médico, não tem mais jeito.

Leia o depoimento desse homem – P.L. – que desejou compartilhar a maneira como encarou os fatos e venceu a doença. O câncer de próstata tem cura se tratado a tempo. Por questões éticas e segurança – ainda que ele tenha autorizado a veiculação da mensagem – abreviei, através de siglas, os nomes citados por ele, bem como da empresa onde trabalha.

“Prezados,

“Meu nome é P.L., tenho 55 anos de idade, sou Técnico de Segurança Sênior, lotado numa empresa petrolífera, morando em Santa Catarina e trabalhando no Rio de Janeiro/RJ.

“Sempre levei uma vida saudável, sem vícios, praticando esportes e controlando a alimentação – muita salada, frutas, verduras, evitando frituras, gorduras, embutidos, conservantes, refrigerantes etc.

“O relato que segue visa esclarecer e orientar sobre o Procedimento BRAQUITERAPIA DE PRÓSTATA COM IMPLANTE DE SEMENTES RADIOATIVAS para o tratamento efetivo do Câncer de Próstata.

“A partir dos 50 anos de idade, durante a realização anual dos exames periódicos, também devemos medir o índice de PSA, realizar a Ultrassonografia abdominal total e consultar o Urologista, onde ocorre o toque retal.

“Todos os meus exames de ultrassonografia e toque sempre tiveram resultados normais, embora os valores dos últimos PSA foram um pouco elevados, a saber: 29/07/2008: 2,87 e 13/08/2009: 3,62.A partir deste último índice, fui ainda mais rigoroso com a alimentação, julgando que reduziria o índice do PSA ao consumir bastante tomate, beterraba, grãos, enfim tudo que diziam ser bom para a próstata. Infelizmente os conseguintes exames de PSA que realizei nos dias 23/10/2009: 3,40 e no dia 08/02/2010: 3,56 não foram muito otimistas, embora ainda posicionados dentro da faixa tolerável informada pelos laboratórios que é de 4,00. Levei os resultados ao urologista no Rio de Janeiro, que me examinou e embora constatando que a próstata estava normal, solicitou uma biópsia.

“E no dia 13 de julho de 2010 o médico urologista do RJ, com base no resultado da biópsia, me informou que eu tinha CÂNCER DE PRÓSTATA e que devia me submeter à cirurgia o mais breve possível – dentro de um mês. E, na cirurgia, não teria como preservar os feixes vásculos nervosos, IMPOSSIBILITANDO DEFINITIVAMENTE A EREÇÃO, DE FORMA IRREVERSÍVEL, e que TALVEZ, com o tempo, A INCONTINÊNCIA URINÁRIA PODERIA DEIXAR DE OCORRER. Enquanto falava, ele prescrevia e me passava diversas receitas de exames pré-operatórios.

“Neste momento perdi totalmente o prumo. Estava em um local distante de casa, longe da família e sem saber o que fazer e/ou pra onde ir. Depois de tanta dedicação ao trabalho e próximo do momento de curtir a merecida aposentadoria, surge uma doença deste nível para mudar totalmente nossos planos.

“Com minha família distante, foi no meu gerente que obtive o primeiro amparo, naquele dia mesmo, sucedido pelos demais colegas de trabalho, inclusive alguns lotados em órgãos de Santa Catarina. O apoio da minha família, especialmente minha mulher e meus filhos foram fundamentais, mas foi na crença do poder de Deus que dia após dia, obtinha persistência para transpor os obstáculos que surgiam.

“Os demais exames atestaram que o “problema” estava ainda na sua fase inicial e localizado, já que a descoberta foi precoce. Assim, durante as várias consultas realizadas, com Urologistas do Rio de Janeiro, Paraná, Rio Grande do Sul e de Santa Catarina, descobrimos que a garantia de cura era de 100% pelos vários métodos convencionais, onde a próstata é inteiramente extirpada, seja na Cirurgia Radical; com Vídeo, ou Robótica. Entretanto, nenhuma delas assegurava e/ou garantia a não ocorrência de seqüelas, especialmente a Perda de Ereção e a Incontinência Urinária.

“Então faltava aquele porto seguro! Onde ir? Quem é o papa do assunto? Qual a melhor técnica que alem de garantir 100% de cura, não deixaria seqüelas irreversíveis?

“Foi quando soube de um colega em São Francisco do Sul-SC que teria, a pouco mais de 2 anos, se submetido à BRAQUITERAPIA DE PRÓSTATA COM IMPLANTE DE SEMENTES RADIOATIVAS, com quem conversei logo que possível, por telefone e que estava muito bem, sem qualquer tipo de seqüelas. Neste momento, convencido que se tratava de uma técnica eficiente e menos invasiva, decidi me submeter a este tipo de procedimento.

“Devidamente orientado pelo colega e amigo Dr. E.G.N., busquei os recursos de última geração do Hospital A. C. Camargo, em São Paulo-SP, na pessoa do Dr. A.C.A.P. – Chefe do Serviço de Braquiterapia daquele Hospital desde o ano de 1997 e introdutor da Técnica de Braquiterapia de Alta Taxa de Dose para tumores da próstata no Brasil.


Créditos: fotoUrobh

A BRAQUITERAPIA DE PRÓSTATA COM IMPLANTE DE SEMENTES RADIOATIVAS consiste no implante de sementes de iodo na próstata, visando à destruição das células doentes. O implante não requer incisão cirúrgica, apenas anestesia da cintura para baixo, quando agulhas finas transportadoras das sementes, são introduzidas na próstata através do períneo (espaço entre o ânus e a bolsa escrotal). Ao atravessarem a próstata, essas agulhas se tornam visíveis ao exame de ultrassom transretal. O nº de agulhas e sementes requeridas varia de acordo com o tamanho da próstata. O procedimento tem duração de 1 a 2 horas e é feito no Centro Cirúrgico do setor de Radioterapia do próprio Hospital. As sementes radioativas usadas na braquiterapia da próstata emitem radiação em dose elevada e confinada somente à próstata permitindo poupar os tecidos circunvizinhos sadios, como o reto e a bexiga. As sementes são do tamanho de um grão de arroz e uma vez colocadas não precisam ser retiradas.

Este procedimento tem cobertura pela AMS da empresa onde trabalho, sob código 96.01.110.6 e SÓ PODE SER REALIZADO NO ESTÁGIO INICIAL DA DOENÇA.

Depois de algumas idas e vindas, minha internação no Hospital A. C. Camargo ocorreu no dia 14/09/2010, o procedimento foi realizado na manhã do dia seguinte, pelo próprio Dr. C., e minha alta, já sem sonda, urinando normalmente e sem qualquer tipo de seqüelas ocorreu no dia 16/09/2010.

A empresa nos deu todo o apoio, através da Assistência Social e do Setor Médico, tanto do Rio de Janeiro como de Santa Catarina, bem como pelas próprias Gerências.

Retornei ao trabalho já no dia 27/09/2010, menos de 2 semanas após o procedimento. Minha recuperação está sendo excelente!

Finalizo este depoimento com a expectativa de ter esclarecido sobre um novo método de cura para uma doença que nos preocupa, e de ter despertado um pouco mais, para os cuidados com a manutenção da nossa saúde, inclusive realizando todos os exames recomendados, dentre eles os índices de PSA e toque retal, de forma a se diagnosticar precocemente eventuais doenças, viabilizando assim, a sua cura, sem sequelas.

Grande abraço, com Deus!

Esta mensagem tem classificação de natureza Pública, ou seja, pode ser retransmitida, sem ressalvas; e se caso houver alguma dúvida e/ou necessidade de mais esclarecimentos, não se acanhe em me contatar.

P.L.”


http://recebiliegostei.com/wp-content/themes/children/images/sign.png







abr
23
Tireóide: Sua saúde depende do seu bom funcionamento

Nos últimos anos passei por diversas avaliações na minha saúde. Passei por vários médicos e hospitais e tive a oportunidade de conversar com várias pessoas sobre saúde. Percebi que boa parte das pessoas com quem conversei pareciam ter medo de informar-se acerca de alguns sintomas que apresentavam. Ouvi de uma senhora que disse nunca ter feito qualquer exame preventivo por medo de descobrir a existência de alguma doença ruim em seu corpo.

Há cerca de dois anos minha mulher passou por uma cirurgia na tireóide. No mesmo período uma sobrinha teve de fazer rigoroso tratamento e também o meu pai, após os 80 anos, iniciou um tratamento. A partir das experiências vividas na família, decidi publicar este post, com material bastante informativo, que retirei de um folder promocional da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia.

O que é a tireóide?




A tireóide (ou tiróide) é uma glândula,em forma de borboleta situada no pescoço logo abaixo do que chamamos “pomo-de-adão, popularmente conhecido como gogó”.

(leia mais…)


http://recebiliegostei.com/wp-content/themes/children/images/sign.png







nov
20
Primeira rede social do Brasil voltada para a saúde e qualidade de vida

O Portal Banco de Saúde, site dedicado a oferecer informações de confiança em saúde, lançou recentemente a primeira rede social do Brasil que trata de qualidade de vida e bem-estar.

Foi fundado em 2008 pelo médico José Hamilton Vargas, com objetivo de revolucionar a forma com que as pessoas cuidavam da própria saúde e da de seus familiares.

(leia mais…)


http://recebiliegostei.com/wp-content/themes/children/images/sign.png







nov
9
Prêmio OMS sobre educação sexual

Já passei pelo momento de falar sobre sexo com minhas filhas. Isso foi há mais de 20 anos atrás. Não havia internet, pelo menos na minha casa, apenas a TV aguçando a curiosidade da menina de seis, que começou a fazer perguntas… digamos… um pouco constrangedoras para um pai que estava aprendendo a criar filhas.

Acho que me saí bem. Comprei dois livrinhos e dei-lhe de presente. Falei sobre o assunto juntamente com a minha mulher. E logo, logo, começamos a ser indagados pela mais nova, com perguntas melhor elaboradas, com um “quê” a mais de curiosidade.

Os tempos passaram, as meninas cresceram. Temos netos: um menino de 12 e a caçula, com 7. Eles fazem perguntas? Claro que fazem! Não para nós, mas para os pais. Diferente daqueles tempos, falar de sexo aos filhos quase nem é preciso. Eles já entram direto no assunto, como se querendo saber se sabemos fazer ou fazemos certo. É preciso um “toque de amigo” para falar de sexo, “sexo seguro”, investir em diálogo, educar de verdade.

Achei interessantíssimo esse video sobre Educação Sexual, nos tempos do vovô e da vovó: nós, é claro! O vídeo foi o vencedor do prêmio OMS sobre educação sexual.


httpv://www.youtube.com/watch?v=LwQlqHSHbwA


http://recebiliegostei.com/wp-content/themes/children/images/sign.png