dez
30
Viradas de ontem e hoje, e o que lhe desejo para 2010

Há alguns anos atrás, quando ainda não havia definido que carreira seguir, abro parêntese (rejeitei, inicialmente, minha vocação pastoral; queria ser tudo, menos pastor, pois achava que era responsabilidade demais para mim, cuidar de vidas, dar conselhos etc… não, não era isso que queria ) fecho parêntese – me via como alguém frustrado, que não conseguiu fazer o Curso Normal – e ser professor – porque o pai achava que isso não era profissão para homem. Meu pai queria que eu fosse engenheiro, para ser um doutor. Ou então, que entrasse para a Marinha, estudar e fazer – quem sabe? Dizia ele – Medicina.

(leia mais…)


http://recebiliegostei.com/wp-content/themes/children/images/sign.png