out
9
Câncer de Próstata: a cura pelo implante de sementes radioativas


Créditos: fotoBiorritmo

Recebi hoje, pela manhã, um email com informações de uma nova técnica para tratamento da próstata, sem a necessidade de cirurgia. Vejo que muitos homens têm – pelo menos é o que demonstram – uma facilidade incrível para dar “uma força” às mulheres, quando estas mostram-se apreensivas ao se verem às voltas com algum exame delicado ou mais apurado. Contudo, esses mesmos homens escamoteiam quando o assunto é próstata. Seja apenas o exame ou mesmo a busca para um tratamento para obtenção da cura, setem-se desconfortáveis e, infelizmente, tem gente que opta por tentar se esconder da doença. E, aí, quando a doença os impõe a ida ao médico, não tem mais jeito.

Leia o depoimento desse homem – P.L. – que desejou compartilhar a maneira como encarou os fatos e venceu a doença. O câncer de próstata tem cura se tratado a tempo. Por questões éticas e segurança – ainda que ele tenha autorizado a veiculação da mensagem – abreviei, através de siglas, os nomes citados por ele, bem como da empresa onde trabalha.

“Prezados,

“Meu nome é P.L., tenho 55 anos de idade, sou Técnico de Segurança Sênior, lotado numa empresa petrolífera, morando em Santa Catarina e trabalhando no Rio de Janeiro/RJ.

“Sempre levei uma vida saudável, sem vícios, praticando esportes e controlando a alimentação – muita salada, frutas, verduras, evitando frituras, gorduras, embutidos, conservantes, refrigerantes etc.

“O relato que segue visa esclarecer e orientar sobre o Procedimento BRAQUITERAPIA DE PRÓSTATA COM IMPLANTE DE SEMENTES RADIOATIVAS para o tratamento efetivo do Câncer de Próstata.

“A partir dos 50 anos de idade, durante a realização anual dos exames periódicos, também devemos medir o índice de PSA, realizar a Ultrassonografia abdominal total e consultar o Urologista, onde ocorre o toque retal.

“Todos os meus exames de ultrassonografia e toque sempre tiveram resultados normais, embora os valores dos últimos PSA foram um pouco elevados, a saber: 29/07/2008: 2,87 e 13/08/2009: 3,62.A partir deste último índice, fui ainda mais rigoroso com a alimentação, julgando que reduziria o índice do PSA ao consumir bastante tomate, beterraba, grãos, enfim tudo que diziam ser bom para a próstata. Infelizmente os conseguintes exames de PSA que realizei nos dias 23/10/2009: 3,40 e no dia 08/02/2010: 3,56 não foram muito otimistas, embora ainda posicionados dentro da faixa tolerável informada pelos laboratórios que é de 4,00. Levei os resultados ao urologista no Rio de Janeiro, que me examinou e embora constatando que a próstata estava normal, solicitou uma biópsia.

“E no dia 13 de julho de 2010 o médico urologista do RJ, com base no resultado da biópsia, me informou que eu tinha CÂNCER DE PRÓSTATA e que devia me submeter à cirurgia o mais breve possível – dentro de um mês. E, na cirurgia, não teria como preservar os feixes vásculos nervosos, IMPOSSIBILITANDO DEFINITIVAMENTE A EREÇÃO, DE FORMA IRREVERSÍVEL, e que TALVEZ, com o tempo, A INCONTINÊNCIA URINÁRIA PODERIA DEIXAR DE OCORRER. Enquanto falava, ele prescrevia e me passava diversas receitas de exames pré-operatórios.

“Neste momento perdi totalmente o prumo. Estava em um local distante de casa, longe da família e sem saber o que fazer e/ou pra onde ir. Depois de tanta dedicação ao trabalho e próximo do momento de curtir a merecida aposentadoria, surge uma doença deste nível para mudar totalmente nossos planos.

“Com minha família distante, foi no meu gerente que obtive o primeiro amparo, naquele dia mesmo, sucedido pelos demais colegas de trabalho, inclusive alguns lotados em órgãos de Santa Catarina. O apoio da minha família, especialmente minha mulher e meus filhos foram fundamentais, mas foi na crença do poder de Deus que dia após dia, obtinha persistência para transpor os obstáculos que surgiam.

“Os demais exames atestaram que o “problema” estava ainda na sua fase inicial e localizado, já que a descoberta foi precoce. Assim, durante as várias consultas realizadas, com Urologistas do Rio de Janeiro, Paraná, Rio Grande do Sul e de Santa Catarina, descobrimos que a garantia de cura era de 100% pelos vários métodos convencionais, onde a próstata é inteiramente extirpada, seja na Cirurgia Radical; com Vídeo, ou Robótica. Entretanto, nenhuma delas assegurava e/ou garantia a não ocorrência de seqüelas, especialmente a Perda de Ereção e a Incontinência Urinária.

“Então faltava aquele porto seguro! Onde ir? Quem é o papa do assunto? Qual a melhor técnica que alem de garantir 100% de cura, não deixaria seqüelas irreversíveis?

“Foi quando soube de um colega em São Francisco do Sul-SC que teria, a pouco mais de 2 anos, se submetido à BRAQUITERAPIA DE PRÓSTATA COM IMPLANTE DE SEMENTES RADIOATIVAS, com quem conversei logo que possível, por telefone e que estava muito bem, sem qualquer tipo de seqüelas. Neste momento, convencido que se tratava de uma técnica eficiente e menos invasiva, decidi me submeter a este tipo de procedimento.

“Devidamente orientado pelo colega e amigo Dr. E.G.N., busquei os recursos de última geração do Hospital A. C. Camargo, em São Paulo-SP, na pessoa do Dr. A.C.A.P. – Chefe do Serviço de Braquiterapia daquele Hospital desde o ano de 1997 e introdutor da Técnica de Braquiterapia de Alta Taxa de Dose para tumores da próstata no Brasil.


Créditos: fotoUrobh

A BRAQUITERAPIA DE PRÓSTATA COM IMPLANTE DE SEMENTES RADIOATIVAS consiste no implante de sementes de iodo na próstata, visando à destruição das células doentes. O implante não requer incisão cirúrgica, apenas anestesia da cintura para baixo, quando agulhas finas transportadoras das sementes, são introduzidas na próstata através do períneo (espaço entre o ânus e a bolsa escrotal). Ao atravessarem a próstata, essas agulhas se tornam visíveis ao exame de ultrassom transretal. O nº de agulhas e sementes requeridas varia de acordo com o tamanho da próstata. O procedimento tem duração de 1 a 2 horas e é feito no Centro Cirúrgico do setor de Radioterapia do próprio Hospital. As sementes radioativas usadas na braquiterapia da próstata emitem radiação em dose elevada e confinada somente à próstata permitindo poupar os tecidos circunvizinhos sadios, como o reto e a bexiga. As sementes são do tamanho de um grão de arroz e uma vez colocadas não precisam ser retiradas.

Este procedimento tem cobertura pela AMS da empresa onde trabalho, sob código 96.01.110.6 e SÓ PODE SER REALIZADO NO ESTÁGIO INICIAL DA DOENÇA.

Depois de algumas idas e vindas, minha internação no Hospital A. C. Camargo ocorreu no dia 14/09/2010, o procedimento foi realizado na manhã do dia seguinte, pelo próprio Dr. C., e minha alta, já sem sonda, urinando normalmente e sem qualquer tipo de seqüelas ocorreu no dia 16/09/2010.

A empresa nos deu todo o apoio, através da Assistência Social e do Setor Médico, tanto do Rio de Janeiro como de Santa Catarina, bem como pelas próprias Gerências.

Retornei ao trabalho já no dia 27/09/2010, menos de 2 semanas após o procedimento. Minha recuperação está sendo excelente!

Finalizo este depoimento com a expectativa de ter esclarecido sobre um novo método de cura para uma doença que nos preocupa, e de ter despertado um pouco mais, para os cuidados com a manutenção da nossa saúde, inclusive realizando todos os exames recomendados, dentre eles os índices de PSA e toque retal, de forma a se diagnosticar precocemente eventuais doenças, viabilizando assim, a sua cura, sem sequelas.

Grande abraço, com Deus!

Esta mensagem tem classificação de natureza Pública, ou seja, pode ser retransmitida, sem ressalvas; e se caso houver alguma dúvida e/ou necessidade de mais esclarecimentos, não se acanhe em me contatar.

P.L.”



4 Comments

  1. Olá, Antonio, nossa! pensei que por não fazer mais parte do Dihitt também não conseguiria ter acesso a essa matéria aff, viajei rs.
    Então, matéria excelente, os homens precisam se conscientizar da importância de fazer o exame. Recentemente, perdi um tio vítima do cancer na próstata, ele se recusava a ir ao médico.
    Que interessante essa braquiterapia de próstata, eu nunca tinha ouvido falar a respeito desse tipo de implante.
    Muito bom!
    Abraços!

    Comentário by Sandra Franzoso — outubro 9, 2010 @ 6:03 pm

  2. Acho interessante essa matéria, pois, muitos homens, ainda se recusam de fazer esses exames e, quando vão descobrir a doença já está bem avançada. Tudo o que é esclarecedor e tecnicas novas devem ser repassados para que possam ajudar o maior número de pessoas. Parabéns por mais essa postagem.
    beijão =D :love: :sd2: :8 :bal: 👿 🙁 :S

    Comentário by Sonia Regly — outubro 10, 2010 @ 12:59 am

  3. Esta foi uma das matérias mais completas que já li a respeito. Qualquer avanço para combater este mal deve ser altamente difundido.

    Já tive amigos que morreram em função desta doença. É penoso, doloroso e regado a muito sofrimento.

    Parabéns Antônio. Não só a indicarei, como reenviei seu email para meus amigos.

    Comentário by Valéria Mello — outubro 10, 2010 @ 6:16 am

  4. O câncer, quer seja na próstata ou qualquer outra parte do corpo é sempre uma doença que destrói o fisico e o emocional, e sempre é animador quando podemos contar com novas “armas” no intuito de ajudar a combater essa doença.

    Comentário by Joselito — outubro 12, 2010 @ 2:22 pm

RSS feed for comments on this post.

Sorry, the comment form is closed at this time.